Mecanismos de governança e acurácia das previsões dos analistas do mercado brasileiro: uma análise sob a perspectiva da teoria da sinalização

TítuloMecanismos de governança e acurácia das previsões dos analistas do mercado brasileiro: uma análise sob a perspectiva da teoria da sinalização
Tipo de publicaçãoDissertação
Ano de Publicação2009
AutoresDALMÁCIO, FLÁVIAZÓBOLI
Departamento AcadêmicoCiências Contábeis
NívelTese de Doutorado
Número de Páginas232
Data da Publicação12/2009
InstituiçãoFaculdade de Economia, Administração e Contabilidade
CidadeSão Paulo
Palavras-chaveGovernança corporativa, Investimentos, Mercado de capitais, Sina
Resumo
O objetivo geral desta tese foi investigar, sob a perspectiva da Teoria da Sinalização, a influência da adoção de práticas diferenciadas de governança corporativa sobre a acurácia das previsões (do consenso e individuais) dos analistas de investimento do mercado brasileiro. A Teoria da Sinalização, inicialmente desenvolvida para explicar problemas de informação no mercado de trabalho, trata dos problemas de assimetria informacional nos mercados e procura demonstrar como essa assimetria pode ser reduzida com a sinalização de mais informação. Buscou-se essa relação em virtude da ausência de uma teoria bem desenvolvida a respeito da natureza complexa e multidimensional da governança corporativa. A acurácia das previsões dos analistas foi mensurada a partir de metodologias propostas na literatura nacional e internacional. Como proxies para adoção de práticas diferenciadas de governança corporativa foram utilizados: o Brazilian Corporate Governance Index (BCGI), os níveis diferenciados de governança corporativa da Bovespa (Nível 1, Nível 2 e Novo Mercado) e as quatro dimensões do BCGI (disclosure, composição e funcionamento do conselho de administração, estrutura de propriedade e controle, e direitos dos acionistas), individualmente. A amostra de trabalho da pesquisa foi composta por 105 empresas de capital aberto com ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo e que possuíam cobertura regular dos analistas de mercado, durante o período de 2000 a 2008. Foram consideradas, na amostra, tanto as instituições financeiras quanto as não-financeiras, a partir do universo das empresas de capital aberto com ações negociadas na Bovespa, totalizando 2.352 observações. Essas observações referem-se às previsões dos analistas (lucro por ação previsto), disponíveis e coletadas no banco de dados do Sistema Thomson ONE Analytics®, para cada uma das empresas da amostra, num determinado período. A amostra de trabalho consistiu num conjunto de dados em painel não balanceado e, a fim de atingir o objetivo principal, foram utilizadas as três abordagens para os modelos de regressão com uso de dados em painel: pooled, efeitos fixos e efeitos aleatórios. Os dados e as informações utilizados na pesquisa foram coletados a partir das fontes, tais como: Banco de Dados do Sistema Thomson ONE Analytics®, Banco de Dados do Sistema Economática®, site da Bolsa de Valores de São Paulo e Brazilian Corporate Governance Index. De acordo com os resultados encontrados, há evidências de que a governança corporativa influencia positivamente a acurácia das previsões dos analistas de investimento. Desse modo, pode-se considerar que a adoção de práticas diferenciadas de governança corporativa representa um sinal positivo emitido pelas empresas ao mercado de capitais, capaz de influenciar a acurácia das previsões, tanto do consenso quanto individuais, dos analistas de investimento do mercado brasileiro, e que esses sinais representam parâmetros na mudança da probabilidade condicional que definem as crenças, tanto dos analistas na elaboração de suas previsões e recomendações quanto dos investidores na escolha de seus investimentos. Entende-se que este trabalho contribui para a literatura nacional e internacional, a respeito de governança corporativa e previsão de analistas, mas, também, para o mercado de capitais brasileiro (analistas, investidores, auditores, bancos, instituições de investimento, agências de rating, fundos de pensão, órgãos reguladores, associações, bolsas de valores, próprias empresas, gestores, dentre outros), ao demonstrar os benefícios diretos e indiretos da adoção de práticas diferenciadas de governança corporativa por parte das empresas brasileiras
URLhttp://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-17122009-171118/pt-br.php

Sobre o NECCT

Este núcleo de estudos busca desenvolver conhecimento em controladoria e contabilidade tributária, no que se refere as melhores práticas gerenciais para a atuação dos gestores, nas mais diversas organizações.

Áreas de Atuação

Linhas de Pesquisa

Portal de Ensino

Projetos

Produção Acadêmica

Últimos blogs

14/08/2017 - 20:19
Valor Econômico - Legislação e Tributos
14/08/2017 - 20:09
Valor Econômico - Legislação e Tributos
14/08/2017 - 05:17
Valor Econômico - Legislação e Tributos
14/08/2017 - 05:02
Valor Econômico - Legislação e Tributos

Entre em contato

Av. Bandeirantes, 3900 - Sala 03
Monte Alegre - CEP 14040-905
Ribeirão Preto - SP / Brasil
FEA-RP / USP

+55 (16) 3602-0503

[email protected]

Mídias sociais

Acesse nossa newsletter: