Ecorodovias avalia fazer oferta de ações em caso de sucesso em leilão


Possibilidade, diz diretor, está alinhada com intenção do grupo italiano Gavio, que divide o controle da empresa com a Primav, de ampliar investimentos no país O grupo Ecorodovias segue analisando oportunidades de leilões federais. Hoje, os alvos são as rodovias Dutra e BR-153, entre Tocantins e Goiás. “A crise da covid-19 adia um pouco, mas todos estão voltando à normalidade”, afirmou o diretor de relações com investidores, Marcello Guidotti, em teleconferência com analistas de mercado nesta terça-feira.

Questionado sobre o fôlego financeiro da companhia para investir nas novas concorrências, o executivo disse que a Ecorodovias avalia fazer uma oferta subsequente de ações.

“Estamos olhando para oportunidades e ajustando balanço. Se tivermos sucesso em algum leilão, podemos acessar o mercado de capitais com um ‘follow-on’ [oferta subsequente]”, afirmou.

Essa possibilidade, diz ele, está alinhada com a intenção do grupo italiano Gavio de ampliar sua atuação no país.

“O grupo tem interesse em crescimento na Ecorodovias e no Brasil. Em uma estratégia de ‘follow-on’, pode participar”, afirmou Guidotti.

Imagem da câmera da Ecovias mostra tráfego no Sistema Anchieta-Imigrantes
Reprodução/Twitter/@_ecovias
Hoje, o Grupo Gavio divide o controle da Ecorodovias com a Primav (do grupo CR Almeida) — cada sócio tem 50% das ações ordinárias da empresa.

Guidotti também afirma que a companhia avalia entrar em novos leilões em consórcio com parceiros financeiros. “Os projetos são grandes. Se tivermos possibilidade de entrar com um parceiro, estamos também olhando essa oportunidade.”

Questionado por um analisa sobre a perspectiva de a Ecorodovias participar de leilões em outros setores, como mobilidade urbana ou saneamento, o executivo disse que, no médio prazo, apenas concessões rodoviárias interessam à empresa.
Aditivos na Imigrantes

Guidotti disse que a Ecorodovias está em negociação avançada com o governo paulista para um aditivo para sua concessão da Ecovias, que administra a rodovia dos Imigrantes.
As conversas já estavam em curso desde o ano passado e deverão incluir desequilíbrios antigos, como o da isenção pelo eixo suspenso a caminhoneiros, e mesmo outros a favor do poder concedente, disse o executivo.
“A expectativa é positiva, em breve teremos uma resolução total ou parcial dos assuntos principais referentes a aditivos de São Paulo”, afirmou, destacando que as negociações têm sido feitas apenas para a concessão da Ecovias.

Últimos Blogs

04/07/2020 - 11:16
Bolsonaro viaja a Santa Catarina e sobrevoa áreas atingidas por 'ciclone bomba'
04/07/2020 - 10:35
Japão estuda maneiras de entregar produtos sem contato humano
04/07/2020 - 10:06
Bancos ainda estudam oferta de crédito garantido por saque-aniversário
04/07/2020 - 08:50
Após virar manchetes em todo o mundo, Guayaquil supera a covid-19
04/07/2020 - 08:29
Defesa Civil levanta danos causados pela passagem de ciclone em SC

Áreas de Atuação

Linhas de Pesquisa

Portal de Ensino

Projetos

Produção Acadêmica

Últimos blogs

04/07/2020 - 11:16
Bolsonaro viaja a Santa Catarina e sobrevoa áreas atingidas por 'ciclone bomba'
04/07/2020 - 10:35
Japão estuda maneiras de entregar produtos sem contato humano

Entre em contato

Av. Bandeirantes, 3900 - Sala 03
Monte Alegre - CEP 14040-905
Ribeirão Preto - SP / Brasil
FEA-RP / USP

+55 (16) 3602-0503

[email protected]

Mídias sociais

Acesse nossa newsletter: