Independência da XP em relação ao Itaú melhora a governança, diz Benchimol


Existia certo conflito de interesses com banco, disse CEO na Live do Valor O fundador e CEO da XP, Guilherme Benchimol, afirmou que o fato de o Itaú diminuir ou até mesmo sair totalmente do capital da companhia não afeta em nada os rumos da corretora. O Itaú revelou em novembro que estudava fazer uma cisão da sua fatia de 41,05% na XP, criando uma nova companhia que ficará com esse ativo, e vendeu em dezembro uma parcela adicional de quase 5%.

“O Itaú teve um super retorno com a gente e tem todo o direito de fazer o que acha melhor. A gente acredita que vai conseguir melhorar a governança da companhia, porque acabou construindo algumas questões de governança que, o Itaú não sendo nosso sócio, deixa a companhia muito melhor”, disse na Live do Valor desta quarta-feira.

Segundo ele, ao ter o Itaú como acionista existia um certo conflito de interesse, e agora, sem essa interferência, sendo 100% independente, haverá uma melhora na governança, que deixará a XP mais apta a continuar crescendo. “É importante que a competição seja leal, no campo, sem nenhum tipo de coisa que impeça que ela aconteça no mais alto nível, e ela não acontece nesse nível ainda”.

Benchimol comentou ainda sobre a campanha de marketing do Itaú que criticou o modelo de agentes autônomos e acabou criando o que ficou conhecido como “guerra dos coletes” na Faria Lima, região que concentra instituições financeiras em São Paulo. O executivo afirmou que o episódio terminou sendo bom para a XP, que nunca abriu tantas contas. “Só acho estranho alguém ser acionista de uma companhia e falar mal dela. Nós seguimos nosso caminho, sem nunca deixar alguém denegrir nossa imagem sem nenhum tipo de fundamento”.

Reprodução

Áreas de Atuação

Linhas de Pesquisa

Portal de Ensino

Projetos

Produção Acadêmica

Últimos blogs

Entre em contato

Av. Bandeirantes, 3900 - Sala 03
Monte Alegre - CEP 14040-905
Ribeirão Preto - SP / Brasil
FEA-RP / USP

+55 (16) 3602-0503

[email protected]

Mídias sociais

Acesse nossa newsletter: