Últimos blogs

Onyx vai à Câmara apresentar emendas ao Orçamento e retorna terça ao governo

As emendas de parlamentares ao Orçamento devem somar cerca de R$ 16,3 bilhões em 2021 O ministro da Secretaria-Geral, Onyx Lorenzoni, foi exonerado do cargo nesta sexta-feira, informou o “Diário Oficial da União” (DOU), em edição extra. A exoneração foi a pedido para que o ministro, que é deputado federal, apresente emendas ao Orçamento. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.

STF proíbe Estados de tributarem doações e heranças de bens no exterior

Julgamento se encerrou hoje, no Plenário Virtual. com placar de sete votos a quatro O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu contra a possibilidade de os Estados cobrarem tributo sobre as doações e heranças de bens no exterior. Esse julgamento se encerrou hoje, no Plenário Virtual. O placar ficou em sete a quatro. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.

Boulos vira réu em ação por invasão do tríplex do Guarujá

A denúncia, aceita pela Justiça Federal, foi feita pelo Ministério Público Federal, em janeiro de 2020 A Justiça Federal aceitou denúncia contra Guilherme Boulos (PSOL) pela invasão do tríplex do Edifício Solaris, no Guarujá, ocorrida em abril de 2018, em protesto contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A decisão foi da juíza Liza Taubemblatt, da 6ª Vara Federal de Santos. Boulos foi candidato do PSOL à Presidência da República e à Prefeitura de São Paulo. A denúncia foi feita pelo Ministério Público Federal, em janeiro de 2020. Na época, os procuradores denunciaram também o ex-presidente Lula, que foi acusado de ter incentivado e articulado a invasão, mas a denúncia foi rejeitada pela juíza no mesmo mês. O apartamento foi ocupado por um grupo vinculado ao Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) poucos dias após a prisão do ex-presidente em Curitiba. O protesto durou cerca de quatro horas. Para os procuradores, os denunciados cometeram crime de "destruir ou danificar coisa própria, que se acha em poder de terceiro por determinação judicial ou convenção", como estabelece o artigo 346 do Código Penal. A pena prevista para esses casos é de seis meses a dois anos de prisão, mais multa. Além de Boulos, outras duas pessoas foram transformadas em rés no processo. Uma quarta pessoa denunciada foi absolvida porque conseguiu comprovar que não estava no Guarujá no dia da invasão ao tríplex. Ao aceitar a denúncia contra Boulos a juíza afirmou que, apesar dos argumentos das defesas, a denúncia descreveu em detalhes as condutas de cada um dos envolvidos. Os réus terão 10 dias para apresentar resposta à acusação, por escrito. Na época em que a denúncia foi apresentada, Boulos reagiu nas redes sociais. Em sua conta pessoal no Twitter, o líder do MTST classificou o caso como "a nova farsa do tríplex". "A criminalização das lutas nunca vai nos calar", escreveu Boulos. Nesta sexta-feira (26), ele voltou a se manifestar: "A acusação contra mim e outros militantes do MTST no caso do triplex é uma farsa herdada do lavajatismo. Para o bem do país, esse circo está sendo desmontado. O uso do Judiciário para fins políticos tem que acabar", afirmou Boulos no twitter. Initial plugin text Ele afirmou ainda que manifestantes do MTST e da Frente Povo Sem Medo ocuparam simbolicamente o tríplex do Guarujá e que a ocupação mostrou imagens do interior do imóvel que mostraram "que era completamente exagerada a narrativa a respeito das condições do triplex". Argumentou ainda que, apesar de todas as características de uma manifestação, o Ministério Público apresentou denúncia por invasão. "Não vão nos intimidar com perseguição judicial!", afirmou na rede social. Em nota, a equipe de Boulos afirma que tomou conhecimento da aceitação da denúncia na noite de quinta-feira (25) e que a Justiça Federal está sendo "conivente com as atrocidades promovidas no âmbito da Lava Jato". A nota afirma que os advogados consideram a denúncia absurda e inconsistente e que há certeza que não houve crime cometido por Boulos e pelos manifestantes.

Rio Branco Alimentos protocola pedido de IPO na CVM

A empresa produz aproximadamente 23 mil toneladas de produtos acabados por mês; oferta será primária, quando os recursos vão para o caixa da empresa A Rio Branco Alimentos, dona das marcas Pif Paf, Fricasa, Ladelli, Flip e Pescanobre, protocolou pedido de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A oferta será primária, quando os recursos vão para o caixa da empresa. A empresa produz aproximadamente 23 mil toneladas de produtos acabados por mês, que são distribuídos por meio de centros estrategicamente posicionados e aliados a uma rede de logística. A frota conta com mais de 600 veículos, que realizam em torno de 179 mil entregas por mês. No ano passado, a companhia teve receita líquida de R$ 2,68 bilhões, com um lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) de R$ 198,7 milhões e um lucro líquido de R$ 147,9 milhões. O Citigroup Global Markets Brasil, Corretora de Câmbio, Títulos e Valores Mobiliários será o coordenador líder e o Bank of America Merrill Lynch Banco Múltiplo será o agente estabilizador. O BTG Pactual será o outro coordenador da oferta.

Plataforma de oferta de serviços GetNinjas protocola pedido de IPO

A GetNinjas é uma plataforma disponível para Android, iOS e web, que conecta digitalmente profissionais de variadas áreas, pessoas físicas ou jurídicas, a potenciais clientes A plataforma de oferta de serviços GetNinjas protocolou pedido de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na Comissão de Valores Mobiliários. A oferta será primária, quando os recursos vão para o caixa da empresa, e secundária, quando os recursos ficam com os acionistas vendedores. A GetNinjas é uma plataforma disponível para sistemas Android, iOS e web, presente em todos os Estados do Brasil e que conecta digitalmente profissionais de variadas áreas, pessoas físicas ou jurídicas, a potenciais clientes. Os profissionais oferecem seus serviços, mediante a compra de pacote de moedas virtuais para uso exclusivo na plataforma na aquisição de ordens de serviços dos clientes cadastrados. Ao fim do ano passado, a plataforma possuía cerca de 2,1 milhões de profissionais cadastrados, distribuídos em mais de 500 diferentes categorias, como pintor, psicólogo, professor de inglês, personal trainer, diarista, assistência técnica de eletrodomésticos, dentre outras. No ano passado, a receita operacional líquida da empresa somou R$ 41,806 milhões, alta de 89,78% frente a 2019. A companhia fechou o ano passado com prejuízo líquido de R$ 890 mil, 70% a menos que as perdas de R$ 3 milhões um ano antes. A oferta terá como coordenador líder o BTG Pactual e o J.P. Morgan como agentes estabilizadores. O UBS Brasil Corretor de Câmbio, Títulos e Valores Mobiliários e o Bradesco BBI serão os demais coordenadores da oferta.

Petroleira PetroRecôncavo protocola pedido de IPO na CVM

A PetroRecôncavo é uma operadora independente de petróleo e gás especializada na operação, desenvolvimento e revitalização de campos maduros em bacias terrestres A petroleira PetroRecôncavo protocolou pedido de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na Comissão de Valores Mobiliários. A oferta será primária, quando os recursos vão para o caixa da empresa. A PetroRecôncavo é uma operadora independente de petróleo e gás especializada na operação, desenvolvimento e revitalização de campos maduros em bacias terrestres. A companhia é uma das pioneiras em adquirir campos de petróleo terrestres oriundos do recente programa de desinvestimentos da Petrobras com a aquisição do Polo de Riacho da Forquilha concluída em dezembro de 2019. Em 21 anos de operação na bacia do Recôncavo, as reservas provadas da companhia passaram de 8,9 milhões de barris de óleo equivalente (BOE) em fevereiro de 2000 para 20,8 milhões de BOE em dezembro de 2020, sendo que nesse mesmo período a produção acumulada foi de cerca de 29,9 milhões de BOE. A receita líquida da companhia atingiu R$ 787,8 milhões no ano passado, 131% a mais que os R$ 339,9 milhões de um ano antes. Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) subiu 204% na mesma comparação, para R$ 474,4 milhões. Apesar dos avanços, a empresa fechou 2020 com prejuízo de R$ 81,7 milhões. O Itaú BBA será o coordenador líder e o Morgan Stanley, o agente estabilizador. O Goldman Sachs do Brasil Banco Múltiplo e o Banco Safra serão os demais coordenadores.

Lucro da Hypera cresce 31,9% no 4º trimestre

A companhia reportou lucro líquido de R$ 314,9 milhões, no período; no acumulado de 2020, os ganhos somaram R$ 1,29 bilhão, alta de 11,3% A Hypera Pharma registrou, no quarto trimestre de 2020, um aumento de 31,9% no lucro líquido ante o mesmo intervalo de 2019. O montante saltou de R$ 238,8 para R$ 314,9 milhões. No ano, os ganhos somaram R$ 1,29 bilhão, uma alta de 11,3% ante o ano anterior. Segundo relatório da administração divulgado nesta sexta-feira (26), o crescimento é consequência do desempenho do “sell-out” (comercialização direta para o cliente final) no segundo semestre, que passou de uma queda de 1,6% no segundo trimestre de 2020 para um crescimento de 14,6% nos últimos três meses do ano. O segmento foi favorecido pela expressiva melhora da demanda no varejo farmacêutico brasileiro, com a maior flexibilização das regras de restrição para circulação da população, “que levou à recuperação gradual do número de consultas médicas e ao aumento do fluxo de pessoas nos pontos de venda”, afirmou a companhia. A receita líquida foi de R$ 1,13 bilhão no período, o que representou uma alta de 22,2% no comparativo anual. De janeiro a dezembro, o montante chegou a R$ 4,09 bilhões, 24,1% superior aos 12 meses de 2019. A evolução também é consequência do crescimento do “sell-out” no período, “impulsionado principalmente pelo crescimento em genéricos e similares, medicamentos crônicos em produtos de prescrição e vitaminas, suplementos e nutricionais em ‘consumer health’”, escreveu a Hypera em relatório. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda na sigla em inglês) foi de R$ R$ 333,7 milhões entre outubro de dezembro, um avanço de 57,7% ante o mesmo intervalo de 2019.

Commodities: Após atingir seu maior valor desde 2017, café passa por correção e recua em Nova York

Cacau, algodão, açúcar e suco de laranja também encerraram o dia em baixa Após terem atingido o maior patamar de preços desde 2017, as cotações do café passaram por uma correção técnica e encerraram a sexta-feira no vermelho na bolsa de Nova York. Os lotes futuros de arábica com vencimento em maio recuaram 1,82% (255 pontos), para US$ 1,375 por libra-peso. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.

Commodities: Desaceleração da demanda por produção americana puxa queda de grãos em Chicago

Soja, milho e trigo fecharam em baixa Os preços dos grãos voltaram a cair na bolsa de Chicago nesta sexta-feira, ainda pressionados pela desaceleração da demanda por produtos americanos. O trigo foi o que registrou o movimento mais expressivo. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.

Com 98% dos leitos de UTI ocupados, DF antecipa lockdown

Medida vale a partir da meia-noite deste sábado Com apenas quatro leitos de UTI para covid-19 vinculados à rede pública disponíveis no fim da tarde de hoje, o governo do Distrito Federal decidiu antecipar para a meia-noite deste sábado a entrada em vigor de medidas de restrições a comércio e serviços, na tentativa de reduzir a transmissão. Segundo informações da assessoria do governo do DF, a ideia é ampliar parte dessas medidas e permitir o funcionamento apenas de serviços essenciais a partir de domingo. O motivo é a alta taxa de ocupação dos leitos, situação tida como "crítica". Inicialmente, o governo chegou a anunciar que a medida valeria a partir de amanhã, mas mudou a data em seguida. A lista de serviços permitidos e o detalhamento dos horários ainda não foram divulgados. Mais cedo, o governador Ibaneis Rocha (MDB) havia emitido um decreto que restringia o funcionamento do comércio não essencial das 20h às 5h a partir de segunda-feira. Agora, a previsão é que esse horário seja estendido, e o início das restrições, antecipado. Em entrevista a jornais locais, Ibaneis chegou a descrever a medida como um "lockdown total". De acordo com o governo, a extensão das medidas deve ser definida em novo decreto, que deve ser publicado ainda hoje. A previsão inicial é que as medidas durem por ao menos 14 dias. Dados do painel Info-saúde-DF apontam que a taxa de ocupação de leitos públicos de UTI contra Covid estava em 98,8% às 17h50 de hoje, no caso daqueles voltados a adultos. Já somados os pediátricos, o índice era de 97,6%. Ao todo, havia 165 leitos ocupados, e apenas quatro ainda disponíveis, sendo dois para adultos e dois para crianças. Fernando Zhiminaicela/Pixabay Câmara Após o decreto, a Câmara dos Deputados publicou portaria determinando a suspensão do acesso de visitantes e do credenciamento no âmbito da Casa. O ato é assinado pelo primeiro-secretário da Câmara, deputado Luciano Bivar (PSL-PE). A portaria passa a ser válida a partir de sua publicação. “Fica vedado o acesso de visitantes ao Complexo da Câmara dos Deputados enquanto perdurarem as medidas restritivas de enfrentamento à emergência de saúde pública decorrentes da pandemia de Covid-19, decretadas pelo governo do Distrito Federal”, estabelece o ato. “Fica suspenso o credenciamento a que se refere o art. 259 do Regimento Interno da Câmara dos Deputados enquanto perdurarem as medidas restritivas”. Bivar atribui a decisão ao decreto editado pelo governo do Distrito Federal e destaca que, por isso, “faz-se necessária a restrição de circulação de pessoas no Complexo da Câmara dos Deputados”. Colaborou Marcelo Ribeiro, de Brasília

Áreas de Atuação

Linhas de Pesquisa

Portal de Ensino

Projetos

Produção Acadêmica

Entre em contato

Av. Bandeirantes, 3900 - Sala 03
Monte Alegre - CEP 14040-905
Ribeirão Preto - SP / Brasil
FEA-RP / USP

+55 (16) 3602-0503

[email protected]

Mídias sociais

Acesse nossa newsletter: